sábado, 20 de setembro de 2008

Cebolas loucas

Este bolinho não foi preparado, ele simplesmente aconteceu em meio a uma série de equívocos na tentativa de preparar cebolas empanadas.


A receita não era uma novidade. Bastava cortar as cebolas em anéis largos, temperá-las com sal e pimenta e passá-las no ovo, na farinha de rosca e fritar. Bem, liguei o piloto automático, descasquei a cebola e, numa fração de segundo, percebi que já a tinha cortado em quadrados pequenos, como se fosse fazer um molho.

Minha primeira reação foi xingar, depois olhei para os lados e percebi que não tinha em quem pôr a culpa: encarei a tigela com os dois ovos ligeiramente batidos, a xícara de farinha já acomodada para receber os anéis e misturei tudo enquanto, já descabelada, gargalhava histericamente... (estou inspirada hoje)

Coloquei bastante óleo numa caçarola larga e funda, moldei os bolinhos e fritei em temperatura média. Agora, falando sério: o óleo vai para uma garrafa pet e, mais tarde, para um posto de reciclagem. Não o jogue na pia.

11 comentários:

  1. Hehe
    este teu piloto enloucou
    mas o sabor é o que importa
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Nada se perde, tudo se transforma!

    ResponderExcluir
  3. Cebolas loucas? Ou cozinheira louca? hehe

    É o hábito de cortar as cebolas sempre da mesma maneira, muitas vezes já funcionamos com piloto automático.

    Mas os ingredientes foram os mesmos, logo o sabor não há-de ter sido pior :)

    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  4. Adorei o rumo que as cebolas tomaram ;) Piloto automático mesmo!!!
    Mas deu uns bolinhos fantásticos!

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkk
    Eu tb faço coisas que a mão esta acostumada a fazer e não era.
    Mão boba a nossa né.
    kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Às vezes quando estou em piloto automático também me acontecem episódios desses. Mas como a cláudia disse: nada se perde, tudo se transforma e neste caso o resultado parece-me ter sido uns pastéis muito bons.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  7. hahahaha
    ainda bem que do erro vc acabou inventando algo inédito.
    bj

    ResponderExcluir
  8. hehehehehe... e também adorei a receita ;)

    Amiga aproveito para pedir um voto seu, para mim num concurso que estou participando:

    Meu link para votar, está aqui:
    http://culinariareceitas.blogspot.com/2008/09/falso-medalho-ana-claudia-anita.html

    Mais informações no meu blog...

    bjssssssssss...

    ResponderExcluir
  9. hehehehehe... e também adorei a receita ;)

    Amiga aproveito para pedir um voto seu, para mim num concurso que estou participando:

    Meu link para votar, está aqui:
    http://culinariareceitas.blogspot.com/2008/09/falso-medalho-ana-claudia-anita.html

    Mais informações no meu blog...

    bjssssssssss...

    ResponderExcluir
  10. Oi Ziza o que você fez, foi um Bolinho de Chuva dos meus, mais simplificado. Nós aqui amamos Bolinho de Chuva salgado, na mesa do café da tarde com Café Preto. Já fotografei recentemente um que coloquei 3 colheradas da Sopa Creme de Cebola em Pó, que vou publicar ainda nesta quinta-feira no meu blog. Minha receita é assim: 1/2 cebola picadinha( deixanda de molho na água por 10 minutos, escorrida e espremida nos dedos). Agrega 10 colheres de sopa cheias de farinha, 1 colher (sopa) de Maizena), 1 ovo inteiro, sal, 1 colher (chá) fermento em pó para bolo e água, vai pingando até dar o ponto de cola de farinha de trigo, aproximadamente quase 1/2 copo de requeijão de água. Nós testamos aqui, com água ele cresce melhor no óleo que com leite. Frite pingando colheradas de massa no óleo. Meia colher de sopa, empurrando para dentro do óleo dá uns 22 bolinhos dos bons. Alimenta 4 pessoas na mesa do café da tarde. De tanta falar, esqueci de dizer, foi um prazer receber você no meu blogue. Eu já visito você faz um tempo, é que ainda não tinha deixado um recado. Tem até um link seu no meu blog faz tempo. Beijão Pri

    ResponderExcluir
  11. Nada se cria... tudo se transforma... !!

    Adoro cebola!

    Beijinhos

    ResponderExcluir